Violino Brasil
Últimos assuntos
» Pestana de Osso
16/5/2017, 15:47 por Zanca

» STRADIVARIUS
2/5/2017, 21:54 por Jackson_Galvao

» Arco bom e barato... Existe?
2/5/2017, 19:53 por Jackson_Galvao

» Troca de cavalete
19/4/2017, 13:42 por Daniel Antunes

» Violino Christina v5 v9
18/4/2017, 01:16 por Danielle Epifanio

» Que Breu usar?
13/4/2017, 16:58 por £ëø Mø®£ix

» qual a diferença entre os breus?
13/4/2017, 16:43 por £ëø Mø®£ix

» Que violino comprar ?
13/4/2017, 16:13 por £ëø Mø®£ix

» Troca de kit do violino
12/4/2017, 15:47 por £ëø Mø®£ix

Quem está conectado
25 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 25 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 106 em 1/9/2012, 17:16

Você planeja o seu tempo de estudo?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Você planeja o seu tempo de estudo?

Mensagem  Rodolfo B. Leao em 15/10/2013, 18:11

As vezes me sinto um pouco perdido quando pego pra estudar violino não sei se começo pegando logo no instrumento e tocando corda solta ou se começo tocando escalas ou mesmo sem pegar no instrumento apenas com a teoria musical.

Então, por não ter muito conhecimento sobre isso eu começava com corda solta e afinando o instrumento depois passava para as técnicas e em seguida as escalas e por fim treinava as músicas repetidamente até acertar. E depois estudava um pouco de teoria musical.

No esquema ficaria assim:

Afinação e corda solta
Execução de estudos técnicos
Escalas
Treinar as músicas repetidamente
Teoria musical

Mas as vezes eu acho que esse meu esquema não dá muito certo então pesquisei algumas coisas e encontrei esse esquema válido para 2hrs de estudos diários e que podem ser aumentados proporcionalmente ao numero de horas de estudo.

Percepção Auditiva 00:20 min
Conteúdo Teórico 00:30 min
Alongamento 00:10 min
Prática Instrumental 00:20 min
Repertório 00:40 min

E aqui uma explicação do esquema pelo autor:

1.Percepção Auditiva: É importante você treinar aqui três coisas fundamentais:
Afinação: Exercícios de afinação como audição e repetição de escalas, acordes e intervalos.
Solfejo: Leitura musical
Treinamento Rítmico: Repetição, grafia e leitura de ritmos.

2.Conteúdo Teórico: Separe tempo para estudar sobre teoria musical (grafia), harmonia, construção de escalas, construção de acordes, encadeamentos harmônicos, variações melódicas, etc.

3.Alongamento: Antes de passar para a parte prática (execução no instrumento) é importante fazer pelo menos um breve alongamento (aquecimento para os cantores) para proporcionar uma atividade saudável no instrumento e livre de lesões instantâneas e/ou futuras.

4.Prática Instrumental: É hora de treinar o que se estudou na teoria no instrumento, procure repetir várias vezes o mesmo exercício e só passe a um nível seguinte quando estiver realmente seguro da “perfeição” da execução do movimento. Você pode treinar aqui com escalas, arpejos, acordes, exercícios específicos para desenvolver técnicas em seu instrumento.

5.Repertório: Toda essa preparação só encontra sentido aqui, é no estudo de repertório que vamos colocar em prática o que estudamos. Procure estudar músicas que te desafiem a aprimorar seus conhecimentos técnicos e teóricos. Sempre que puder, separe tempo para tentar transcrever alguma música (tirar de ouvido), assim vocês estará unindo sua percepção auditiva, conhecimentos teóricos ao seu estudo de repertório.


Então a proposta aqui é que a gente compartilhe nossos planejamentos para que cada um chegue ao método que for mais eficaz para si.



Espero a contribuição de vocês...
Abraços
avatar
Rodolfo B. Leao

Mensagens : 9
Pontos : 14
Reputação : 2
Data de inscrição : 10/10/2013
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Você planeja o seu tempo de estudo?

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 19/10/2013, 00:38

Rodolfob.leao escreveu:As vezes me sinto um pouco perdido quando pego pra estudar violino não sei se começo pegando logo no instrumento e tocando corda solta ou se começo tocando escalas ou mesmo sem pegar no instrumento apenas com a teoria musical.

Então, por não ter muito conhecimento sobre isso eu começava com corda solta e afinando o instrumento depois passava para as técnicas e em seguida as escalas e por fim treinava as músicas repetidamente até acertar. E depois estudava um pouco de teoria musical.

No esquema ficaria assim:

Afinação e corda solta
Execução de estudos técnicos
Escalas
Treinar as músicas repetidamente
Teoria musical

Mas as vezes eu acho que esse meu esquema não dá muito certo então pesquisei algumas coisas e encontrei esse esquema válido para 2hrs de estudos diários e que podem ser aumentados proporcionalmente ao numero de horas de estudo.

Percepção Auditiva 00:20 min
Conteúdo Teórico 00:30 min
Alongamento 00:10 min
Prática Instrumental 00:20 min
Repertório 00:40 min

E aqui uma explicação do esquema pelo autor:

1.Percepção Auditiva: É importante você treinar aqui três coisas fundamentais:
Afinação: Exercícios de afinação como audição e repetição de escalas, acordes e intervalos.
Solfejo: Leitura musical
Treinamento Rítmico: Repetição, grafia e leitura de ritmos.

2.Conteúdo Teórico: Separe tempo para estudar sobre teoria musical (grafia), harmonia, construção de escalas, construção de acordes, encadeamentos harmônicos, variações melódicas, etc.

3.Alongamento: Antes de passar para a parte prática (execução no instrumento) é importante fazer pelo menos um breve alongamento (aquecimento para os cantores) para proporcionar uma atividade saudável no instrumento e livre de lesões instantâneas e/ou futuras.

4.Prática Instrumental: É hora de treinar o que se estudou na teoria no instrumento, procure repetir várias vezes o mesmo exercício e só passe a um nível seguinte quando estiver realmente seguro da “perfeição” da execução do movimento. Você pode treinar aqui com escalas, arpejos, acordes, exercícios específicos para desenvolver técnicas em seu instrumento.

5.Repertório: Toda essa preparação só encontra sentido aqui, é no estudo de repertório que vamos colocar em prática o que estudamos. Procure estudar músicas que te desafiem a aprimorar seus conhecimentos técnicos e teóricos. Sempre que puder, separe tempo para tentar transcrever alguma música (tirar de ouvido), assim vocês estará unindo sua percepção auditiva, conhecimentos teóricos ao seu estudo de repertório.


Então a proposta aqui é que a gente compartilhe nossos planejamentos para que cada um chegue ao método que for mais eficaz para si.



Espero a contribuição de vocês...
Abraços
Olá amigo. Tudo bem?
.
Cara eu achei você muito metódico. Não é assim que funciona as coisas.
.
Isso é pouco funcional e uma forma não muito inteligente de estudar.
.
Primeiro, você deve fazer um alongamento! Não tem tempo determinado, mas conforme você fizer os exercícios de alongamento que soube e sentir aquecido para começar os estudos no violino é hora de começa. Mas não é 5, 10, 15, 20 minutos, mas sim o necessário.
.
Eu creio que você não está treinando. Primeiro: estudar é treinar. Treinar é treinar por fundamentos. Não é repetir a música até acertar.
.
Como um jogador de futebol joga? Ele sai correndo transloucado de um lado para o outro? Não! Ele treina por fundamentos! Vai treinar passe, depois lançamento, depois corrida, escanteio, penalty, lances de cabeça etc. No outro dia ele faz um treino tático de posicionamento.
.
Só vai colocar tudo que sabe e treinou em prática no dia do jogo.
.
Assim é o violinista. Treinar é treinar os fundamentos: ficar algum tempo só treinando a afinação, outra hora ritmo, outra hora golpes de arco, entonação, projeção sonora, planejamento de arco, quantidade de arco, dinamicas, desinencias masculinas e feminimas, metrica musical. Isso em apenas uma única música.
.
Mas voltando ao planejamento de aula. Ao alongar o ideal é você afinar o violino e fazer cordas soltas pelo menos por 30 minutos, o mais lento possivel, fazendo notas semibreves, breves, longas e máximas, no metronomo e em uma única arcada usando arco todo, controlando a velocidade do arco, pressão e usando e abusando do sistema de pronação, supinação e som filé. Depois pode passar a primeira página do Shinozaki que tem tudo que o violinista precisa para estudar cordas soltas.
.
Depois dê um descanso de uns 15 minutos. volte aos estudos e estude a escalas de duas oitavas, três oitavas e muito aperjos, conferindo cada intervalo. Não é tocar repetidamente, mas sim ir afinando nota por nota, errou volta e conserta. O ideal é estudar muito lento e depois ir aumentando a velocidade conforme dominar a afinação e depois voltar ao lento.
.
Depois descanse uns 15 minutos. É momento de estudar técnica e golpes de arco. Estude a lições treinando, conferindo cada intervalo, muito lento e entendendo cada movimento decorando toda a lição sem precisar olhar na partitura.
.
Descanse uns 15 minutos e estude a música por fundamentos. Jamais toque repetidamente, pois você estará apenas aperfeiçoando o erro.
.
Decore a música, acerte o ritmo com o metronomo, coloque as arcadas, faça o planejamento de arco, coloque as dinamicas de periodo, dinamicas de fraseados, faça um trabalho de conferir cada intervalo, cada passagem e mudança de posição. Estudo tudo muito lento. Estude somente os trechos que não sair de jeito algum, coloque o vibrato, bota a expressividade, treine sempre muito lento, depois aumente a velocidade, toque a música inteira agora na velocidade correta e sem olhar na partitura e seja feliz.
.
Quanto a teoria música você tem que estudar todos os dias, faça exercicios, enfim não decore jamais, mas sim compreenda cada coisa sem decorar.
.
Não tem um tempo determinado, mas sim o tempo de sua compreensão. Colocar tempo para estudar é coisa de idiota e imbecivel. Não vai por essa linha. Estude o tempo necessário para compreender determinado assunto.
.
Reserve um tempo para Pozzoli e o Bona. A percepção ritmica é algo que você tem que treinar, isso leva tempo, pois depende de desenvolver sua coordenação motora e leitura e divisão. Seja disciplinado, todos os dias você pega nos estudos para ter um resultado funcional.
.
Quando a percepção auditiva, pelo menos estude 1 hora por dia.
.
Esse negocio de repetição que o autor escreveu é coisa de gente burra e ignorante, vai ficar repetindo e aperfeiçoando o erro. Não é assim que pessoas inteligentes estudam. Estudar é treinar e treinar é por fundamentos. Então é fica repetindo e sim uma questão de fazer lento e compreender todos os movimentos, sabe o que está fazendo, porque está fazendo e como fazer.
.
Não vai na conversa desse idiota.
.
Não existe perfeição na execução do instrumento para o estudante e sim você tem que acertar mais do que errar. A perfeição não é repetir de forma burra e insconsciente sem saber o que faz. Só vai alcançar a perfeição o que chamaria de algo aceitavel que encanta o ouvinte com o tempo de estudos, maturidade e complexidade de muitos exercicios. Isso não é de um dia para o outro e sim leva anos e anos. Coloque em sua cabeça que você deve tocar hoje melhor do que ontém e amanhã melhor do que hoje.
.
Um forte abraço.
.
Deus te abençoe.



"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 
avatar
£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3290
Pontos : 3778
Reputação : 171
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 35

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Você planeja o seu tempo de estudo?

Mensagem  Rodolfo B. Leao em 20/10/2013, 01:07

£ëø Mø®£ix, te considero pra caramba cara, você tem um bom conhecimento e experiência sobre o assunto. E te agredeço muito por compartilhar esses conhecimentos com o pessoal do fórum. Essa atitude é muito admirável.

Mas penso que você deva ser mais cauteloso com suas palavras. Quando você fala desse jeito:


£ëø Mø®£ix escreveu:Não tem um tempo determinado, mas sim o tempo de sua compreensão. Colocar tempo para estudar é coisa de idiota e imbecivel. Não vai por essa linha. Estude o tempo necessário para compreender determinado assunto.
Amigo, eu não acredito que seja algo "idiota" , determinar um tempo certo para estudar. E sim algo lógico e disciplinado.

Quando você disse pra mim em um outro tópico:
£ëø Mø®£ix em 15/10/2013 escreveu:Eu penso que o tempo suficiente para estudar violino não pode passar de 4 horas diárias de prática. Passou disso é aperfeiçoar o erro.
Você impõem uma lógica aos estudos.
Se eu devo estudar 4 horas diárias, cada parte do meu estudo diário vai ter que, logicamente, ter um tempo de duração.


Então se eu tenho 4 partes no meu estudo o tempo ficaria dividido assim:

X tempo para estudo 1
X tempo para estudo 2
X tempo para estudo 3
X tempo para estudo 4

Tudo isso = 4 horas

Quem iria definir esse tempo iria ser o próprio aluno, que vai observar as suas necessidades e determinar o tempo correto para cada estudo. Portanto determinar um tempo para cada estudo não é ser idiota e sim inteligente, racional e lógico.


Pra tudo na vida, é preciso determinar um tempo.
Desde sempre foi assim. Na escola você tem um período exato para permanecer lá, no trabalho também.
Para manter o trabalho por exemplo, você precisa manter uma rotina, se não você é demitido por justa causa. Ou você acha que seu patrão deixaria você chegar a hora que quiser no trabalho e sair a hora que quiser? Bem, eu acho que não.

Mas enfim,
As suas dicas foram muito valiosas. Eu estava perdido e precisava de uma luz nos estudos.
Então, organizando as suas palavras o estudo poderia ficar assim:


1 - Alongamento

2 - Afinar Violino

3 - Cordas Soltas

"(...)fazer cordas soltas pelo menos por 30 minutos, o mais lento possivel, fazendo notas semibreves, breves, longas e máximas, no metronomo e em uma única arcada usando arco todo, controlando a velocidade do arco, pressão e usando e abusando do sistema de pronação, supinação e som filé. Depois pode passar a primeira página do Shinozaki que tem tudo que o violinista precisa para estudar cordas soltas"

~~~~~~[Descanse por uns 15 minutos]~~~~~~
4 - Praticar as Escalas lentamente e aumentar gradativamente
"Volte aos estudos e estude a escalas de duas oitavas, três oitavas e muito aperjos, conferindo cada intervalo. Não é tocar repetidamente, mas sim ir afinando nota por nota, errou volta e conserta. O ideal é estudar muito lento e depois ir aumentando a velocidade conforme dominar a afinação e depois voltar ao lento."

~~~~~~[Descanse por uns 15 minutos]~~~~~~

5 - Estudo das lições de técnica
"É momento de estudar técnica e golpes de arco. Estude a lições treinando, conferindo cada intervalo, muito lento e entendendo cada movimento decorando toda a lição sem precisar olhar na partitura."

~~~~~~[Descanse por uns 15 minutos]~~~~~~

6 - Estudo da Música
"Estude a música por fundamentos. Jamais toque repetidamente, pois você estará apenas aperfeiçoando o erro.
Decore a música, acerte o ritmo com o metronomo, coloque as arcadas, faça o planejamento de arco, coloque as dinamicas de periodo, dinamicas de fraseados, faça um trabalho de conferir cada intervalo, cada passagem e mudança de posição. Estudo tudo muito lento. Estude somente os trechos que não sair de jeito algum, coloque o vibrato, bota a expressividade, treine sempre muito lento, depois aumente a velocidade, toque a música inteira agora na velocidade correta e sem olhar na partitura e seja feliz."


A Teoria musical, pelo que eu entendi deve-se estudar todos os dias o tempo que for necessário. Deve-se também dedicar um tempo para Bona e Pozzoli. E a Percepção auditiva 1 hora por dia.



Mas ainda sim ficam algumas dúvidas...

1- Como deve ser feito o estudo da percepção auditiva? O que é exatamente percepção auditiva? 

2- Bona e Pozzoli, seriam livros de percepção rítmica?


Obrigado pelas informações £ëø Mø®£ix.
Tentei organizar suas palavras para melhor compreensão. Peço que verifique se o meu entendimento foi correto.
Caso não tenha sido peço que fale e eu irei corrigir.




Abraços
avatar
Rodolfo B. Leao

Mensagens : 9
Pontos : 14
Reputação : 2
Data de inscrição : 10/10/2013
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Você planeja o seu tempo de estudo?

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 20/10/2013, 15:13

Rodolfob.leao escreveu:£ëø Mø®£ix, te considero pra caramba cara, você tem um bom conhecimento e experiência sobre o assunto. E te agredeço muito por compartilhar esses conhecimentos com o pessoal do fórum. Essa atitude é muito admirável.

Mas penso que você deva ser mais cauteloso com suas palavras. Quando você fala desse jeito:


£ëø Mø®£ix escreveu:Não tem um tempo determinado, mas sim o tempo de sua compreensão. Colocar tempo para estudar é coisa de idiota e imbecivel. Não vai por essa linha. Estude o tempo necessário para compreender determinado assunto.
Amigo, eu não acredito que seja algo "idiota" , determinar um tempo certo para estudar. E sim algo lógico e disciplinado.

Quando você disse pra mim em um outro tópico:
£ëø Mø®£ix em 15/10/2013 escreveu:Eu penso que o tempo suficiente para estudar violino não pode passar de 4 horas diárias de prática. Passou disso é aperfeiçoar o erro.
Você impõem uma lógica aos estudos.
Se eu devo estudar 4 horas diárias, cada parte do meu estudo diário vai ter que, logicamente, ter um tempo de duração.


Então se eu tenho 4 partes no meu estudo o tempo ficaria dividido assim:

X tempo para estudo 1
X tempo para estudo 2
X tempo para estudo 3
X tempo para estudo 4

Tudo isso = 4 horas

Quem iria definir esse tempo iria ser o próprio aluno, que vai observar as suas necessidades e determinar o tempo correto para cada estudo. Portanto determinar um tempo para cada estudo não é ser idiota e sim inteligente, racional e lógico.


Pra tudo na vida, é preciso determinar um tempo.
Desde sempre foi assim. Na escola você tem um período exato para permanecer lá, no trabalho também.
Para manter o trabalho por exemplo, você precisa manter uma rotina, se não você é demitido por justa causa. Ou você acha que seu patrão deixaria você chegar a hora que quiser no trabalho e sair a hora que quiser? Bem, eu acho que não.

Mas enfim,
As suas dicas foram muito valiosas. Eu estava perdido e precisava de uma luz nos estudos.
Então, organizando as suas palavras o estudo poderia ficar assim:


1 - Alongamento

2 - Afinar Violino

3 - Cordas Soltas

"(...)fazer cordas soltas pelo menos por 30 minutos, o mais lento possivel, fazendo notas semibreves, breves, longas e máximas, no metronomo e em uma única arcada usando arco todo, controlando a velocidade do arco, pressão e usando e abusando do sistema de pronação, supinação e som filé. Depois pode passar a primeira página do Shinozaki que tem tudo que o violinista precisa para estudar cordas soltas"

~~~~~~[Descanse por uns 15 minutos]~~~~~~
4 - Praticar as Escalas lentamente e aumentar gradativamente
"Volte aos estudos e estude a escalas de duas oitavas, três oitavas e muito aperjos, conferindo cada intervalo. Não é tocar repetidamente, mas sim ir afinando nota por nota, errou volta e conserta. O ideal é estudar muito lento e depois ir aumentando a velocidade conforme dominar a afinação e depois voltar ao lento."

~~~~~~[Descanse por uns 15 minutos]~~~~~~

5 - Estudo das lições de técnica
"É momento de estudar técnica e golpes de arco. Estude a lições treinando, conferindo cada intervalo, muito lento e entendendo cada movimento decorando toda a lição sem precisar olhar na partitura."

~~~~~~[Descanse por uns 15 minutos]~~~~~~

6 - Estudo da Música
"Estude a música por fundamentos. Jamais toque repetidamente, pois você estará apenas aperfeiçoando o erro.
Decore a música, acerte o ritmo com o metronomo, coloque as arcadas, faça o planejamento de arco, coloque as dinamicas de periodo, dinamicas de fraseados, faça um trabalho de conferir cada intervalo, cada passagem e mudança de posição. Estudo tudo muito lento. Estude somente os trechos que não sair de jeito algum, coloque o vibrato, bota a expressividade, treine sempre muito lento, depois aumente a velocidade, toque a música inteira agora na velocidade correta e sem olhar na partitura e seja feliz."


A Teoria musical, pelo que eu entendi deve-se estudar todos os dias o tempo que for necessário. Deve-se também dedicar um tempo para Bona e Pozzoli. E a Percepção auditiva 1 hora por dia.



Mas ainda sim ficam algumas dúvidas...

1- Como deve ser feito o estudo da percepção auditiva? O que é exatamente percepção auditiva? 

2- Bona e Pozzoli, seriam livros de percepção rítmica?


Obrigado pelas informações £ëø Mø®£ix.
Tentei organizar suas palavras para melhor compreensão. Peço que verifique se o meu entendimento foi correto.
Caso não tenha sido peço que fale e eu irei corrigir.




Abraços

Olá, meu importantissimo amigo!
.

Sabe o que acontece meu caro?! As minhas colocações e não são diretamente a você. Quando eu falo, falo de forma generalizada dirigido a todos que vão ler. Minhas críticas não são voltadas aos alunos. Entenda isso. Minhas duras críticas são voltadas a forma que ensino hoje é aplicado e que nos é ensinado. Certo?
.
Vou esclarecer uns pontos que provalmente não ficaram bem colocados.
.
Ao me questionar, mostra que você tem raciocinio. Vejo que minha missão aqui está começando a se cumprir. Pois o que eu quero é despertar vocês, para serem autosuficientes, raciocinarem e não ser clone de ninguém. Trilharem os seus caminhos e acabarem ensino arcaico, pouco funcional e pararem de ficarem pensando em dinheiro, fazendo nos de bobos e trouxas quando o ensino o que tem de ser ensinado não é passado e o que passam técnicas defasadas de estudos e ensino com intuito de ficarmos totalmente dependente deles e atrasando o ensino musical no Brasil para eles continuarem a lucrar nas nossas costas. Não tendo o compromisso e nem responsabilidade em ensinar, apenas querem fazer comércio. Música não é comércio e sim arte.

.
Isso acontece por toda parte, infelismente.
.
Agora eu faço uma pergunta a você? O que é necessário ao estudar? Se você está bem em Bona, porque você vai ficar 2 horas estudando, repetindo de forma inconsciente, achando que a prática leva a perfeição. Ficando até zonzo, sendo que sua leitura sequencial de notas é excelente. Você vai tocar tocar em uma orquestra. Já fala o bona decorado...
.
Vai pensar: eu vou arrasar! E começa a tocar, não consegue bater uma nota no lugar certo. Não entende por quê! Você reclama, busca entender, não acha respostas. E pensa: o sujeito do meu lado que nem bona passou está lendo direitinho. Eu que fico 2 horas estudando leitura, não consigo tocar. Cai em depressão profunda, toma birra do instrumento e abandona os estudos se julgando incapaz de realiza a linda tarefa que é tocar instrumento. Certo? 

.
Novamente falo: o modo arcaico de ensino onde sob desculpas da disciplina e algo lógico, não funcionou!
.
Primeiro que a disciplina não é quantidade de tempo e sim realização das tarefas todos os dias. Algo lógico não é estudar repetindo todos os santos dias 2 horas de estudo de uma determinada coisa. Algo lógico é estudar aquilo que for necessário, o tempo suficiente. Aquilo que você precisa, não importa o tempo necessário de estudos. Compreende? Eu diria sim que é algo idiota ficar estudando o temo determinado que o alguém te manda, como se ele estivesse visto o seu DNA e sabem o mapa de sucesso. Uma coisa é sugestão de estudos a qual o aluno não tem refêrencia alguma e precisa tentar alguma coisa. Podemos até dar uma sugestão de planejamento de estudos, mas isso não é verdade absoluta como foi exposto acima. Pode funcionar ou não. Isso é depende da história, facilidade, inteligência, disciplina, perserança de cada pessoa individualmente. É necessário ter ousadia, atitude, iniciativa, inteligência e claro sob orientação do equilibrio!
.
É justamente isso que quero dizer. Estudar aquilo que necessário, sob o tempo necessário de forma equilibirada e não repetitiva e respeitando aquilo tem de mais importante que é o seu corpo e sua vida.

.
Você vai não médico e toma a receita do seu vizinho? Se funcionou com ele, vai funcionar com você?
.
Bem sabemos que a medicação é variada, porém para o seu específico problema é determinado uma quantidade de tempo necessário com intervalos, as corretas drogas são tomadas na qualidade necessária, tudo isso sob acompanhamento e mais do que tudo, o que vale é sua percepção da reação do tempo e das drogas em sua anatomia. Se você não souber o que faz necessário e a reação do que faz no seu corpo. O médico não está em sua alma, nem no seu corpo. Ele faz o que funciona com a maioria, porém, pode muitas vezes não ser funcional com você criar um efeito colateral terrível.
.
Eu mesmo, fui em uma médica, super linda, educada, muito simpática, prestativa, a qual me prestou um excelente serviço. Relatei qual era o meu problema. Ela foi muito sincera, extremamente explicativa, da qual eu não posso me queixar ela. Fui a farmácia e comprei todo o medicamento que ela me receitou, tomando tudo sob disciplina e lógica que ela me passou. Porém o efeito da medicação foi danoso. Nunca passei tão mal na minha vida!
.
Nunca tive problemas intestinais na minha vida. Mas ao terceiro dia deu prisão de ventre a qual eu fiquei vários dias sem ir no banheiro fazer necessidade. Tomei laxantes fortissimos e nada resolveu. A mercadoria estava parada ressecada na boquinha da garrafa. Eu não podia sentar, só ficava deitado, não conseguia andar, não conseguia comer. Eu fiquei chorando porque fui obrigado a faltar no ensaio da orquestra importantissimo e não poderia relatar o assunto ao maestro, pois o mesmo faria piadinhas sob o assunto. Não conseguia sair de cada. Se fosse católico já chamaria o padre para dar extrema unção! 
.
Não conseguia trabalhar, meu trabalho todo atrasado, todo mundo acabou me xingando, eu não tinha como explicar a situação, apenas relatava que estava doente, a qual dava margem de dúvidas, mas só quem passa por isso sabe o que é, a vergonha e a situação inusitada e dolorida a qual eu tive que passar. Até porque eu não fico doente. Raramente fico doente. Sou sempre muito agitado, estou sempre a mil por hora.

.
Orei muito a Deus, desesperado. Tive dor até na alma, mas de ter ficado 3 horas forçando acabou a qual Deus me ajudou que enfim me ajudou.
.
Meu intestino nunca foi o mesmo. Até pouco tempo atrás, vira e mexe eu estava com esse problema novamente, é claro de forma mais sutil. Mas era sempre um momento de desespero para mim.
.
Graças a Deus, faz alguns meses que meu intestino voltou ao normal como sempre foi.
.
Tudo isso porque tomei um remédio para secar algumas espinhas que saiu em minhas costas e para retardar a queda de cabelo.
.
É claro que eu parei o medicamento na hora que senti os primeiros efeitos colaterais, mas me causou uma imensa dor de cabeça e transtornos.
.
Essa inusitada história que eu estou te contanto, quero lhe passar como lição a respeito desse metodico e perfeito plano de estudos onde você tem que seguir a risca. Não é por ai.
.
O que quero lhe dizer, você é único no mundo. Tem o seu DNA exclusivo, sua anatomia complexa, sua alma, seu espírito, seus pensamentos que é fruto da sua experiência desde que nasceu, seus príncipios que seus pais e familiares lhe ensinaram. O que pode funcionar com um, não pode não funcionar com você. É exatamente isso que eu quero lhe dizer. Não dê ouvidos a quem dizer ter uma formula mágica de sucesso. Talvez, isso funcione com a maioria, mas se você quer ser um violinista diferenciado, faça coisas que ninguém faz.
.
Entendeu? É assim com o Perlman, foi assim com o Paganini, foi assim com o Mozart, Bach, Vivaldi e todos os grandes nomes. Eles tiveram suas orientações, isso é indispensável, mas nunca foram clones de ninguém, acharam os seus caminhos e inovaram.

.
Quando você disse que eu "imponho" uma lógica de estudos. Isso não é bem verdade, não foi bem compreendido por você.
.
Vou tentar ser mais claro e objetivo. O que eu disse que o ser humano (Pelo menos a média),  não deve passar 4 horas de estudos na prática do instrumento. Por quê?
.
Você já viu aqueles nadadores? Vejam todo os anos, ele batem recordes e mais recordes, mas estamos chegando ao limite do corpo humano e cada vez se torna mais díficil alcançar os recordes em condições normais.
.
Vejam que muitos já estão tomando drogas e anabolizantes para aumentar a capacidade física, pois os exercícios para aumentar a resistência, já foram evoluídos ao seu pico máximo de aproveitamento. Daqui a pouco, vamos começar a fazer alteramentos genéricos no corpo do ser humano, com alteração de DNA, tipo os alimentos geneticamentes modificados. Isso para alcançar novos limites, novos recordes.
.
O quero dizer que o limite de estudos sem sacrificar a pessoa é exatamente 4 horas de estudos diários na prática do instrumento. Pois o sua musculatura, infelismente precisa de um tempo para absorver os novos conceitos e posicionamentos e absorver tudo que você estudou. Isso é um conjunto onde sua musculatura precisa de um respiro e o seu cérebro precisa de um descanso para absorver novos movimentos e cálculos para que ele pode incoorporar todo o aprendizado adquirindo e enviar informações precisas e detalhadas a sua anatomia para conseguir os resultados de forma mais precisa e eficaz.
.
Não disse que você que você tem que estudar 4 horas por dia. O que eu disse é que 4 horas é suficiente para estudar, o que passar disso, se torna aperfeiçoar ao erro, pois a musculatura estará cansada, mente estará desconcentrada, você vai acabar repetindo tudo de forma inconsciente, detonando sua musculatura e vai acabar aperfeiçoando o erro, pois inevitalmente você estará cometendo muitos erros por estudar de forma desconcentrada e com seu corpo cansado.
.
É como fazer musculação, se fizer em excesso, vai lesionar sua musculatura. É como você fazer prova de matemática onde você precisa pensar e chega em um ponto o seu cérebro não vai mais conseguir pensar você colocara qualquer resposta ou acreditará que sua resposta esteja certa, mas vai esquecer algum detalhe e vai errar os cálculos.
.
Você já jogou jogos no PC em overlock ou trabalha com programas pesados? Por mais resistente que sua máquina seja, você terá um limite de utilização, pois o HD vai esquentando pelas altas rotações, o processador trabalhar no seu ponto máximo produzindo um calor excessivo, chega um ponto que sua memória física não tem mais cache, a memória virtual torna o PC ainda mais lento, os resultados vão ficando cada mais lentos e acabar dar um shutdown ou queimará o seu processador. Ele precisa de um tempo para descançar. Não adianta eu dizer computador você vai trabalhar 12 horas por dia. Poderá ficar ligado diretamente, mas as chances de computador não dar qualquer problema é de apenas 1 por cento. Agora, se eu disser para o computador, você terá descanso de intervalos de 1 hora, ele trabalhara 8 horas diária, talvez 7 horas, mas o resultado de trabalho de 7 horas, valerá mais do que  20 horas trabalhando sem qualquer interrupção em 12 horas. Prolongará a vida útil do meu HD, Processador, Cooler e etc. Sairia muito mais barato em relação ao consumo de tempo que eu poderia estar fazendo outras coisas e dinheiro com energia elétrica.
.
É mesma coisa do cara pega a Bíblia e ficar lendo o dia todo para conseguir ler todos os capítulos e Livros no menor tempo possível. Talvez leia em 3 meses ou menos. Você pergunta para o cara sobre a Bíblia ele não sabe dizer nem o que leu. Leu, mas não compreendeu. Perdeu tempo. Pois não vai conseguir aplicar quase nada do que leu.
.
Imagina um cara que ao vez de ler ele vai examinar, ou seja estudar, melhor: Ler e compreender que é exatamente a mesma coisa de estudar.
.
Ele vai ler 3 capítulos por dia. Levará talvez 1 ou 2 anos para ler. Mas você pergunta para o cara qualquer ponto da Bíblia ele terá a resposta na ponta da língua. O cérebro dele teve tempo de absorver a informação, processar, analisar, guardar na memória a longo prazo e compreenderá todo o sentido, lógica e história. Toda a mensagem nela contida.
.
É aquela velha história que eu sempre falo: saber o que fazer, como fazer e por que fazer.
.
Agora quando tempo é necessário para você estudar, isso eu não posso determinar. Quem vai saber do seu limite, seu tempo disponível, sua maturidade e como seu corpo vai absorver o conhecimento é somente você. Não é seu professor e ninguém. O próprio Perlman fala a respeito disso em um vídeo sobre o limite de estudar que considera ideal é no máximo 4 horas por dia. Falo isso na prática do instrumento.
.
Quando ao horário de trabalho, vamos ver um pouco de história. Bem antes da revolução industrial, as pessoas eram tratadas feitos animais e escravos. Mas o patrões queria lucrar mais e mais. Usaram escravos em um período da história, inventaram máquinas.
.
Mesmo assim as pessoas continuam a condições sub-humanas de trabalho. Foi necessário fazer as leis trabalhistas onde determinação um período máximo trabalho, folgas necessárias, ferias, um valor renumeração mínima (Salário Mínimo) enfim e outros direitos.
.
Esse tempo de trabalho é o suficiente onde o trabalhador em média, condições normais, trabalhassem sem prejudicar sua saúde que são de 8 horas diária. Por isso existem as leis trabalhistas para regulamentar o trabalho e acabar com o abuso e excessos buscando trazer uma relação de trabalho satisfatória e eficaz para os dois lados, direitos e garantias. Foi um grande avanço na sociedade em que vivemos. Então eu creio que você não colocou bem isso. Pois é exatamente isso que eu estou dizendo em relação ao tempo máximo de estudos na prática do violino.
.
Agora isso não quer dizer que o trabalhador vai ficar 10 horas trabalhando. Se ficar é por sua própria vontade, dentro das suas condições de saúde e deve ser remunerado por isso. O que a lei determina é 8 horas. Ponto final. A se ele trabalhar 4 ou 6 horas, depende dele combinar com o patrão. Se ficar a mais, será por sua vontade, porém o mesmo não é obrigado e será hora extra.
.
No caso do violino é quase a mesma coisa. O limite médio é 4 horas de prática por dia. Agora se o cara quiser ficar 8 horas, certamente ficará perdendo o tempo e vai estragar tudo que ele fez nas 4 horas concentrado.
.
Quando eu falo a respeito de intervalo. Foi apenas um sugestão de tempo do intervalo para descanço. Pois se o mesmo tensionou os músculos, precisa respirar a musculatura para melhor aproveitamento do tempo de estudo. Se ficar por 1 hora de descanso, vai esfriar, e precisara fazer um novo aquecimento, perdendo tempo que poderia ser aproveitado no estudo da técnica.
.
Eu estou falando tudo baseado na minha experiência, na experiência de todos que me aconselharam, inclusive professores EUA, de Campinas e muitos amigos, afinal você acha que eu não passei por tudo que você passou? Eu sei o caminho até onde eu cheguei, não quero que você trilhe sob pedras, mas estou te dando os atalhos para você me superar com relativa facilidade e ser bem sucedido. Coisa que eu não tive ninguém pode me aconselhar e me dar tudo isso de bandeja. Tive que aprender durante quedas, machucados, mas tudo isso não foi uma derrota, mas sim um aprendizado a qual Deus me da a oportunidade de passar para pode orientar vocês com uma orientação que eu nunca tive e poderia ter evoluido muito mais do que evolui se eu soubesse no inicio como estudar adequadamente e não ficar repetindo por horas e horas (Estudava mais de 8 horas por dia de prática de violino), achando enganosamente que a prática leva a perfeição. Isso é relativo, não é verdade absoluta e não se aplica em sua totalidade estudo da música e do violino.
.
Se eu quisesse o mal de vocês, não ficaria horas e horas, escrevendo orientando a todos.
.
O que eu quero é justamente mudar a cabeça de todos e contribuir para cultura do nosso país e ajudar a todos que precisam, orientando em tudo que Deus me confiou para que você possam ser excelentes músicos e não passem tudo que eu passei.
.
Sei que não posso agradar a todos, nem Jesus agradou, mas busco dar o melhor de mim e fazer tudo que posso fazer para orientar vocês adequadamente e você sejam músicos de verdade e possam ter um aprendizado de qualidade e bem sucedido.
.
Eu não ganho nada por fazer esse trabalho orientação, mas o que eu ganho é o sentimento de realização, do deve cumprido e de estar fazendo bem aos meus irmãos e todos os meus amigos.
.
O estudo de percepção auditiva é um trabalho a longo prazo que deve ser feito pela vida inteira. Muita gente tem extrema facilidade, pois os mesmos tem ouvido absoluto ou um ouvido bom. Mas o ouvido é o seguinte: você nasce com o ouvido absoluto, mas se não desenvolver, perderá boa capacidade do ouvido. Será necessário trabalhar ele para começar a ter uma percepção melhor sobre os sons. Por isso é importante estudar desde criança, mas mesmo sendo mais velho,  poderá trabalhar isso. Na aula a professora vai tocar o piano e fazer um trabalho você começa a indentificar os intervalos, acordes, inversões e a começa a tirar música de ouvido e escrever na partitura sem o uso do seu instrumento e mais alguns exercícios. Tudo isso ajudara você no desenvolvimento no seu instrumento.
.
Afinal a coisa mais importante no músico é justamente o ouvido! Quem toca música popular tem relativa facilidade em relação ao chamado músico erudito. Pois a improvisão, conhecimento de escalas e campo harmonico e criação de linhas de solo e o treino para tirar música de ouvido deiam eles bem a frente de nós que estamos acostumados a tocar o que está escrito. Por isso o Jazz é pura evolução da música. Dentro de coisa estilo ou ritmo, não existe nada melhor do que o estilo do Jazz e música do Jazz. Na verdade,  o Jazz, ele não é bem uma música e sim um estilo de trocar. Você pode tocar qualquer coisa no estilo do jazz.

.
Isso te dar uma liberdade maior. É pura criação, liberdade de expressão e acordes complexos e dissonantes e muito conhecimento musical.
.
Na verdade o cara para ser considerado jazzista, não é qualquer um. Ele tem que ter muita experiência, intimidade com o instrumento e claro muito conhecimento musical. Não é todo mundo que diz tocar jazz que é jazzista. Tem muita coisa errada. Ante do cara ser jazzista, tem que ser músico e dos bons, com muito conhecimento. Não é para qualquer um.
.
Você pode começar o estudo pelo programa Ear Master que é um programa para treino auditivo.
.
O Bona e o Pozzoli são livros para leitura rítmica e leitura de notas.
.
Não é algo absoluto, são caminhos a podem ser percorridos. Um é complementar ao outro. São dois livros que todos os músicos devem estudar para um completo estudo para leitura.
.
O Bona, deve ser estudado com o metrônomo. Deve ser solfejado.
.
O Pozzoli, é um método também estudado com o metrônomo e deve ser complementado junto do estudo de coordenação motora. Não é simplesmente cantar o ritmo, mas sim tem que fazer um trabalho com os dois pés, duas mãos e voz.
.
Tem outros livros que pode ser estudados como o Adamo Prince que é mais iniciante e o Orff que é mais fácil e o Gramani que foi escrito por um violinista que usa como complemento ao Pozzoli. O mais díficil é sem dúvidas o Gramani no nível de iniciante.
.
Gosto de debates como esse. São de suma importância para o nosso aprendizado.
.
Um forte abraço.
.
Deus te abençoe.


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 
avatar
£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3290
Pontos : 3778
Reputação : 171
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 35

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Você planeja o seu tempo de estudo?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum