Violino Brasil
Últimos assuntos
Quem está conectado
12 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 12 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 106 em 1/9/2012, 17:16

Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  Rodolfo B. Leao em 14/10/2013, 14:08

Bom gente, pra começar vou falar um pouco da minha situação atual. Tenho 20 anos e no momento estou cursando o quarto semestre de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Pará mas estou querendo deixar o curso e seguir com o estudo do violino e ser um profissional.

Comecei a tocar violino com 18 anos, quando ganhei o instrumento após passar no vestibular de Arquitetura. Logo depois de ganhar comecei procurar por um curso de Violino, e acabei encontrando uma Oficina, e nela fiquei por um ano. Durante esse ano que passou, aprendi algumas musiquinhas como Brilha Brilha estrelinha, tema da 9ª Sinfonia e Can Can. Mas como eu estava em uma turma de iniciante, ficamos durante muito tempo melhorando a afinação e passagem de arco para nos apresentarmos em pequenos eventos culturais durante o ano.

Por fim, esse ano acabou (2012), eu terminei com uma boa afinação porém sem usar o quarto dedo ou fazer Legato. O ano foi terminado com a promessa da instituição de continuarmos com os estudos no ano seguinte (2013) porém isso não foi cumprido.
Fiquei sem professor durante um período de 6 meses mais ou menos, durante esse período, praticava raramente mas sempre procurando algum professor para tentar voltar aos estudos do Violino. Então de tanto procurar, encontrei uma professora e voltei com os estudos no final de agosto.

E então com ela estou estudando até agora (outubro). Bom, visto a experiência da professora em dar aulas em conservatórios da região, ela optou por mesclar vários métodos, observando as minhas dificuldades e fazendo apostilas. Bom desde então, aprendi a ligar as notas, várias escalas, alguns estudos de técnica e algumas músicas como "Canção da Criança" e tema da "Jesus alegria dos Homens".


Depois de ter contado a minha história, é possível entender melhor porque estou querendo deixar o curso e seguir com o violino profissionalmente. Durante essa jornada toda de mais ou menos 1 ano e alguns meses sempre me assombrava a dúvida de continuar com o curso de arquitetura ou seguir com a música mas não tinha coragem devido a minha idade já avançada e o medo de não conseguir dinheiro com a música.

Mas, recentemente eu tomei coragem, e decidi que vou deixar o curso e seguir com a música. Eu sempre gostei de música e penso que música já me tirou da pior muitas vezes e sinto que devo muita coisa à ela. A minha vontade de tocar violino veio quando eu ganhei meu primeiro instrumento (um violão) aos 15 anos, mas não levei muito na sério e fiquei tocando violão até essa vontade voltar mais forte aos 17 anos e aí que eu resolvi comprar um violino aos 18. Penso que se eu tivesse começado a tocar aos 15 estaria bem melhor agora mas infelizmente só pude aos 18 e essa é a minha realidade.

Meu amor pela música e pelo instrumento é tão forte que quero fazer com eles sejam a minha realidade e o meu trabalho. Por isso tomei essa atitude difícil mesmo sofrendo com muito preconceito que as pessoas tem com a música.

Eu recebi muitas opiniões sobre a minha atitude mas poucos realmente me encorajavam a seguir com a música mas hoje quanto mais eu penso sobre isso mais eu tenho certeza do que eu quero seguir. Mas de certa forma compartilho a minha história com vocês e também espero opiniões sejam negativas ou não, seja o que for eu não vou desistir de seguir o meu sonho.
avatar
Rodolfo B. Leao

Mensagens : 9
Pontos : 14
Reputação : 2
Data de inscrição : 10/10/2013
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 14/10/2013, 18:09

Rodolfob.leao escreveu:Bom gente, pra começar vou falar um pouco da minha situação atual. Tenho 20 anos e no momento estou cursando o quarto semestre de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Pará mas estou querendo deixar o curso e seguir com o estudo do violino e ser um profissional.

Comecei a tocar violino com 18 anos, quando ganhei o instrumento após passar no vestibular de Arquitetura. Logo depois de ganhar comecei procurar por um curso de Violino, e acabei encontrando uma Oficina, e nela fiquei por um ano. Durante esse ano que passou, aprendi algumas musiquinhas como Brilha Brilha estrelinha, tema da 9ª Sinfonia e Can Can. Mas como eu estava em uma turma de iniciante, ficamos durante muito tempo melhorando a afinação e passagem de arco para nos apresentarmos em pequenos eventos culturais durante o ano.

Por fim, esse ano acabou (2012), eu terminei com uma boa afinação porém sem usar o quarto dedo ou fazer Legato. O ano foi terminado com a promessa da instituição de continuarmos com os estudos no ano seguinte (2013) porém isso não foi cumprido.
Fiquei sem professor durante um período de 6 meses mais ou menos, durante esse período, praticava raramente mas sempre procurando algum professor para tentar voltar aos estudos do Violino. Então de tanto procurar, encontrei uma professora e voltei com os estudos no final de agosto.

E então com ela estou estudando até agora (outubro). Bom, visto a experiência da professora em dar aulas em conservatórios da região, ela optou por mesclar vários métodos, observando as minhas dificuldades e fazendo apostilas. Bom desde então, aprendi a ligar as notas, várias escalas, alguns estudos de técnica e algumas músicas como "Canção da Criança" e tema da "Jesus alegria dos Homens".


Depois de ter contado a minha história, é possível entender melhor porque estou querendo deixar o curso e seguir com o violino profissionalmente. Durante essa jornada toda de mais ou menos 1 ano e alguns meses sempre me assombrava a dúvida de continuar com o curso de arquitetura ou seguir com a música mas não tinha coragem devido a minha idade já avançada e o medo de não conseguir dinheiro com a música.

Mas, recentemente eu tomei coragem, e decidi que vou deixar o curso e seguir com a música. Eu sempre gostei de música e penso que música já me tirou da pior muitas vezes e sinto que devo muita coisa à ela. A minha vontade de tocar violino veio quando eu ganhei meu primeiro instrumento (um violão) aos 15 anos, mas não levei muito na sério e fiquei tocando violão até essa vontade voltar mais forte aos 17 anos e aí que eu resolvi comprar um violino aos 18. Penso que se eu tivesse começado a tocar aos 15 estaria bem melhor agora mas infelizmente só pude aos 18 e essa é a minha realidade.

Meu amor pela música e pelo instrumento é tão forte que quero fazer com eles sejam a minha realidade e o meu trabalho. Por isso tomei essa atitude difícil mesmo sofrendo com muito preconceito que as pessoas tem com a música.

Eu recebi muitas opiniões sobre a minha atitude mas poucos realmente me encorajavam a seguir com a música mas hoje quanto mais eu penso sobre isso mais eu tenho certeza do que eu quero seguir. Mas de certa forma compartilho a minha história com vocês e também espero opiniões sejam negativas ou não, seja o que for eu não vou desistir de seguir o meu sonho.

Olá, meu amigo. Seja bem vindo.
.
Você está no quarto periodo? São oito periodos?
.
O mundo da música, não é flores... Acho que você encontra mais espinhos do que flores.
.
O que você deve estar ciente, que ser músico não é simplesmente sair tocando violino...
.
Existem muitos violinistas e poucos músicos. E qual a diferença? O violinista decora a música e sai tocando tudo ao vento, não sabe o que faz, por que faz e muitos nem sabe como fazer...
.
O músico, ele sabe o que faz, por que faz e como fazer. Ele tem conhecer harmonia estrutural, funcional, ele tem que saber história da música, conhece profundamente a teoria musical, tem um alto conhecimento em técnica do violino, tem que ser treinado na percepção ritmica, tem coordenação motora, saber percepção melodica, vai conseguir ouvir uma quarta justa, segunda menor, setima maior... Sabe compor, sabe arranjar, enfim o músico tem conhecimento musical. Então ele não é somente um violinista, até uma caixinha de fosforo, ele faz música. Até com o próprio corpo..
.
O estudo do violino, não é uma coisa curta e rápida. Pelo contrário é demorado, é necessário muitos e muitos anos estudando tudo que eu citei acima mais a prática do violino. O estudo da música é infinito. É pior que uma faculdade de medicina.
.
É necessário o violinista aprender a diferenciação de comas, pois o violino é instrumento não temperado. Os bembois não é mesma coisa do sustenidos e nem os semitonos naturais que é o Mi e Si.
.
O violinista para começar a trabalhar mesmo leva muito tempo, pelo menos uns 10 anos de estudo sério. Pois o seu produto é o seu som! O violinista tem que construir o seu som e encantar o ouvinte!
.
O cara com menos de 5 anos de estudos, dificilmente vai ter uma afinação apurada. Com menos de 4 anos não vai sair uma entonação legal. Isso se o cara estudar pelo menos 4 horas diarias todos os dias.
.
É claro que com um professor top, você consegue resultados muito mais rápido. Mas também tem que praticamente parar de viver para viver em função do violino...
.
Os professores tops estão em São Paulo. Então você teria que mudar de região e vim para o sul do país se quiser tocar decentemente e apressar a evolução. E sem faculdade de música, você não consegue quase nada infelismente no ensino musical. Pois muitos Conservátorios exigem uma graduação. E para você entrar na faculdade já tem que saber muita coisa em teoria musical e já saber tocar bem. Pelo menos G do Mozart concerto 3 e já estar apto para estudar os 42 estudos do Kreutzer ou já ter feito.
.
Só que eu vi algo muito errado em você. Se você pensa em ganhar dinheiro com a música. Está se iludindo. Ilusão causa desilusão!
.
Primeiro você ter em mente que a música é arte e não comercio! Então você tem pensar em fazer arte e expressar o seu sentimento. Estudando sério, sendo disciplinado e absorvendo todo o conhecimento necessário. No tempo certo, vai surgir trabalho, desde que você tenha feito uma base solida e bem estruturado. Mas deve ter em mente que o naipe de violinos é o mais concorrido, vai ser uma briga de foice!
.
Para você ganhar salário decente em uma orquestra, você tem que tocar muito bem, são anos e anos de estudo. Ao fazer concurso e teste, tem que ter em mente que vai ter que competir com gente muito boa para ficar com  a vaga. pessoas que muitas vezes tem 10, 15 anos de estudo muito sério. Superar eles, não é nada fácil.
.
Para ser professor, você tem que tem um alto conhecimento e tocar muito bem, pois você pode pegar alunos com nível muito alto e você tem que ser melhor do que eles, ter maior conhecimento.
.
Para se tocar em casamento e eventos, você tem que tocar muito bem, tem ter uma afinação impecável, tocar tudo decorado e ter muita ritmica.
.
Não é em 1 ano que você vai conseguir isso, mas eu diria em 10 anos ou até antes, desde que você tem um super equipamento, um excelente violino, condições financeiras para estudar com professores tops: harmonia estrutural, funcional, percepção ritmica, percepção melodica, leitura e solfejo, história da música.
.
Se quiser ir para o lado erudito. Agora se pensar em seguir pelo lado popular, ainda tem que estudar muita improvisação!!!
.
Eu penso que seja mais interessante você seguir com o seu curso de Arquitetura. Forma-se. E ao mesmo tempo, segue estudando tudo que lhe recomendei. Daqui algum tempo você pode se dedicar totalmente a música assim que tiver condições de começar a trabalhar com música.
.
Não estou dizendo para você desistir do seu sonho. Pelo contrário, deve correr atrás. Mas com os pés no chão...


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 
avatar
£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3316
Pontos : 3803
Reputação : 174
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 36

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  Rodolfo B. Leao em 14/10/2013, 19:35

Agradeço muito a sua opinião £ëø Mø®£ix, sem dúvida a sua opinião é muito valiosa para qualquer um desse fórum e era a opinião que eu estava esperando. E sim estou no Quarto período do curso e no total são 10.


Pois bem... Pra mim ta sendo muito delicado lidar com essa minha decisão e as opiniões das pessoas. Gostei do seu conselho, sem dúvida é um bom conselho. Mas as vezes é preciso estar na pele da pessoa pra entender o quão intenso é a vontade e o desejo de seguir com o Violino.

Bom, eu posso seguir sim, com os dois. Posso continuar com o curso de Arquitetura e junto, aprimorar o violino. Mas será que iria valer a pena? Dedicar-se tanto tempo à um curso pra sustentar a vontade de tocar o violino profissionalmente?

Do que adiantaria seguir com curso apenas pra conseguir uma "base" suficiente para mim poder seguir de fato com a música?
Será que eu não posso concentrar minhas forças em um só objetivo? Será que assim eu não caminharia mais rápido?

Se eu continuar com o curso, eu iria perder horas e horas que eu poderia ter dedicado ao violino e isso é verdade não concorda?

Eu sei que o medo assombra muitas pessoas que decidem aprender um instrumento tardiamente mas uma história que vi na internet me ajudou a perder mais esse "medo" .


Spoiler:

Aqui está o link da história: zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/vida/noticia/2013/08/tiago-descobriu-que-o-hobby-viria-a-se-tornar-na-verdade-sua-profissao-4221486
Aqui está uma biografia de Tiago Ribas: conservatorio.ufpel.edu.br/page1/page13/page46/page46

Obs: Coloque h t t p :// (Sem os espaços) no inicio e .html no final e cole no navegador.

Não consegui colocar o link inteiro pois o fórum não permitiu postar.

Esse cara, me mostrou que é possível sim, e muitas histórias que eu ouvi.
Eu sei que é difícil sim, tocar violino não é fácil. Ser músico é mais difícil ainda. Mas pra tudo isso que você falou que tenho que aprender para ser um bom músico, eu irei aprender com prazer custe o tempo que custar.

Pra encarar esse medo de seguir em frente em algo com "mais espinhos do que flores" como você disse, é preciso gostar muito do que faz. E os espinhos que irão surgir na vida de quem gosta do que faz irão ser menos doloridos e as flores mais cheirosas.

Enquanto a questão do dinheiro, para mim, é resultado de muito esforço que eu vou ter com o violino. Sei que não vou conseguir em 1 ou 2 anos e para isso eu vou ter que saber lidar com essa dificuldade e encontrar outros meios de conseguir me sustentar, como você faz, arrumou um jeito de ganhar um dinheiro extra vendendo materiais para o ensino da música e ajustando instrumentos.

Não sei muito sobre você £ëø Mø®£ix mas fiquei interessado em saber um pouco mais da sua história até mesmo para servir como motivação para muitos iniciantes no instrumento. Sei que pelo jeito que fala, sabes bastante coisa sobre Música e isso é admirável em você, também pretendo me tornar alguém que saiba tanto quanto você ou mais...

Obrigado pela resposta meu caro, espero que tenhamos muitas conversas.
avatar
Rodolfo B. Leao

Mensagens : 9
Pontos : 14
Reputação : 2
Data de inscrição : 10/10/2013
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 15/10/2013, 00:18

Rodolfob.leao escreveu:Agradeço muito a sua opinião £ëø Mø®£ix, sem dúvida a sua opinião é muito valiosa para qualquer um desse fórum e era a opinião que eu estava esperando. E sim estou no Quarto período do curso e no total são 10.


Pois bem... Pra mim ta sendo muito delicado lidar com essa minha decisão e as opiniões das pessoas. Gostei do seu conselho, sem dúvida é um bom conselho. Mas as vezes é preciso estar na pele da pessoa pra entender o quão intenso é a vontade e o desejo de seguir com o Violino.

Bom, eu posso seguir sim, com os dois. Posso continuar com o curso de Arquitetura e junto, aprimorar o violino. Mas será que iria valer a pena? Dedicar-se tanto tempo à um curso pra sustentar a vontade de tocar o violino profissionalmente?

Do que adiantaria seguir com curso apenas pra conseguir uma "base" suficiente para mim poder seguir de fato com a música?
Será que eu não posso concentrar minhas forças em um só objetivo? Será que assim eu não caminharia mais rápido?

Se eu continuar com o curso, eu iria perder horas e horas que eu poderia ter dedicado ao violino e isso é verdade não concorda?

Eu sei que o medo assombra muitas pessoas que decidem aprender um instrumento tardiamente mas uma história que vi na internet me ajudou a perder mais esse "medo" .


Spoiler:

Aqui está o link da história: zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/vida/noticia/2013/08/tiago-descobriu-que-o-hobby-viria-a-se-tornar-na-verdade-sua-profissao-4221486
Aqui está uma biografia de Tiago Ribas: conservatorio.ufpel.edu.br/page1/page13/page46/page46

Obs: Coloque h t t p :// (Sem os espaços) no inicio e .html no final e cole no navegador.

Não consegui colocar o link inteiro pois o fórum não permitiu postar.

Esse cara, me mostrou que é possível sim, e muitas histórias que eu ouvi.
Eu sei que é difícil sim, tocar violino não é fácil. Ser músico é mais difícil ainda. Mas pra tudo isso que você falou que tenho que aprender para ser um bom músico, eu irei aprender com prazer custe o tempo que custar.

Pra encarar esse medo de seguir em frente em algo com "mais espinhos do que flores" como você disse, é preciso gostar muito do que faz. E os espinhos que irão surgir na vida de quem gosta do que faz irão ser menos doloridos e as flores mais cheirosas.

Enquanto a questão do dinheiro, para mim, é resultado de muito esforço que eu vou ter com o violino. Sei que não vou conseguir em 1 ou 2 anos e para isso eu vou ter que saber lidar com essa dificuldade e encontrar outros meios de conseguir me sustentar, como você faz, arrumou um jeito de ganhar um dinheiro extra vendendo materiais para o ensino da música e ajustando instrumentos.

Não sei muito sobre você £ëø Mø®£ix mas fiquei interessado em saber um pouco mais da sua história até mesmo para servir como motivação para muitos iniciantes no instrumento. Sei que pelo jeito que fala, sabes bastante coisa sobre Música e isso é admirável em você, também pretendo me tornar alguém que saiba tanto quanto você ou mais...

Obrigado pela resposta meu caro, espero que tenhamos muitas conversas.

Olá, meu nobre amigo. O que faço nesse fórum é um trabalho de orientação a realidade nua e crua! Aqui não tem frescura e nem mentiras...
.
Todas as perguntas são bem vindas. Esses seu questionamento que estamos debatendo com certeza é a dúvida de muitas pessoas que tem o mesmo dilema que o seu. Porém minha função não é podar o sonho de ninguém, mas esclarecer todas as dúvidas e assim ver os membros tomarem suas próprias decisões de forma consciente.
.
Eu sou da opinião: erre, mas erre com gosto!!!
.
Cara, eu penso que o peso maior seja de sua família, afinal eles sabem o que você é. E deve levar em consideração. É uma decisão só sua. Mas pense em sua família o que eles fizeram para você estar estudando Arquitetura. Tem que levar isso em consideração.
.
Agora se você tem um poder aquisitivo alto, você pode se dar ao luxo de fazer vários cursos, mas se for uma pessoa de recursos limitados, pode estar jogando fora a sua oportunidade na vida. Pense quantas pessoas querem fazer uma faculdade federal e não tem oportunidade e você já esta no meio do curso e largar tudo para arriscar em uma carreira de violinista sabendo que tem muita tempestade que você vai ser obrigado a passar?
.
Cara você acha que eu decidi ser músico de uma hora para outra e tudo foi flores? Não foi assim...
.
Meu desejo era sempre sombra de dúvidas fazer uma faculdade e ter outra profissão e conciliar as duas coisas: o amor a música e uma graduação, quem sabe duas...
.
Eu penso que o jovem inteligente é aquele que consegue garantir o futuro. Já diz o amor não enche barriga de ninguém. Acho que isso aplica a música. Devemos buscar o nosso sonho. Só sonhamos com aquilo que podemos realizar. Mas tem que ter os pés no chão.
.
A maioria dos violinistas que são professores, começaram bem cedo, com 5 a 15 anos no máximo.
.
O ideal é começar com 4 ou 5 anos. Isso te da a possibilidade de vir a se tornar um solista de orquestra, um spalla. Além da questão do tempo, formação do musculatura (Tem que levar em consideração a musculatura e formação dos ossos), você não tem responsabilidade, preocupações na cabeça. Precisa apenas fazer aquilo que te trás felicidade. É necessário ter equipamento de primeira: violino, breu, cordas, arco, espalheira e não perder tempo com professores bons, mas ter um professor top desde as primeiras lições.
.
Mas de nada adianta se o cara não tem interesse, amor, maturidade, disciplina, perseverança e inteligência.
.
Se você tem condições financeiras para se manter durante uns 10 anos sem precisar trabalhar e sem faltar nada. Com certeza você pode abandonar o curso que você está fazendo sem maiores preocupações.
.
Caso contrário é melhor se preocupar e começa a conciliar várias coisas para pode seguir atrás do seu sonho com tranquilidade.
.
Na verdade é uma questão de independência cara. Meu professor da escola sempre me ensinou que deveriamos sonhar, mas ter os pés no chão. Ele dizia o seguinte: a chance de você se dar bem na vida em condições normais é até os 30 anos. Se com 30 anos você não fez nada, com certeza depois dos 30 anos vai piorar em muito e você não conseguir muita coisa. É experiência de vida.
.
Você como é novo, tem oportunidade se dar bem na vida e além de se dar bem na vida, pode correr atrás do seu sonho com segurança.
.
Você não pode fazer loucuras para conseguir o seu sonho, sabendo que na sua idade, muitos professores não apostaram mais em você, ao competir com adolescente de 14 anos que toca com você, levara sempre vantagem. Mesmo tocando menos do que você, vão optar por ele, vão investir nele, você sofrerá preconceito. Tem que ter ciência disso que conquistar o seu espaço não será fácil. Vai ter que sempre provar para todos que é capaz. Se o adolescente estudar 80 por cento, você terá que estudar 160 por cento.
.
É quase como uma aposentadoria planejada. Se com 20 anos é necessário você guardar 10 por cento de tudo que ganhar para garantir um pé de meia confortável na velhice. Com 30 anos terá que guarda 20 por cento. Com 40 anos 30 por cento. Com 50 anos 40 por cento. Com 50 anos terá que guardar 50 por cento de tudo que ganha. É mais ou menos isso que os matemáticos dizem. Para você chegar aos 65 anos e ter uma boa quantia para usufruir e dar um complemento em sua aposentadoria do INSS.
.
O que eu quero dizer, quanto mais velho a pessoa começa, diminui em muito a chance dele ser um bom violinista. Ser solista é quase impossível. Ser Spalla é uma exceção. Ser professor é muito pequeno.
.
O ideal é se concentrar em um só objetivo, mas se não der certo, você terá que ir para o psicologo, ficará frustrado, depressivo e cheio de complexos. Já ouviu falar quanto mais alto maior é a queda? Então, por isso é bom não criar falsas expectativas. E sim ter o pés no chão e ir passo a passo. E tudo que vier é lucro!
.
Você não é um Vettel da vida! E pense que você já começa a disputar um campeonato onde você está nos últimos lugares com uma vantagem muito grande para os Vettels...
.
Viu o Alonso? Ele acredita, vai para cima, mas três corridas atrás depois de muitas criticas duras a Ferrari, ele mesmo declarou que é impossível ganhar o campeonato. Ele luta muito, faz milagres sempre, vai adiando a decisão corrida após corrida, mas agora, ele tem que ganhar o Vettel não pode chegar nem em quinto. Missão impossivel, mas ele vai dar o melhor de si, mesmo sabendo que sua chance é apenas matematica...
.
Quando ao caminhar mais rápido. Isso é algo pessoal, existe o que chamamos de maturidade no violino. De nada adianta você estudar 8 horas por dia se a maturidade de uma determinada técnica ou do seu raciocinio não se completou. Você estuda e não surge resultado. E a maturidade requer tempo. Então mesmo você estudando 4 horas por dia, pode ser muito mais funcional do que estudar 8 horas. E claro, não adianta querer atropelhar as coisas, achando que vai conseguir estudar amanhã algo que tem que estudar daqui 2 anos. Mesmo que tentar vai travar, pois é necessário o cérebro absorver o movimento automatica, sua musculatura se adaptar aos novos movimentos e claro o seu raciocinio ficar mais claro e rápido. O tempo é o melhor remédio para maturidade.
.
Eu penso que o tempo suficiente para estudar violino não pode passar de 4 horas diárias de prática. Passou disso é aperfeiçoar o erro.
.
Outras disponiveis pode serem dedicadas ao estudo de teoria, harmonia, percepção rítmica, percepção melódica. Mas assim como na prática de violino, uma coisa é ligada com a outra, uma coisa é sequencia da outra. De nada adianta você querer estudar harmonia não sabendo o básico de teoria música. De nada adianta estudar percepção ritmica, sendo que você não tem o básico do Bona.A percepção melodica, é ainda mais exigido o minimo de teoria e pelo menos uma intimidade com um instrumento musical com mais de 2 anos.
.
Portanto é necessário tempo para estudar, mas não adianta parar o curso pensando que vai estudar o dia todo e vai virar violinista de um dia para o outro. Como eu disse, o cara para ter o minimo para ser profissional, leva no mínimo uns 10 anos de estudos. A não ser que você for super talentoso ou alguma especie de gênio ou é alguma criança asiatica. kkkkkkkk
.
Eu acho que da muito bem para conciliar arquitetura e ir com calma no violino, estudando de forma concentrada e esperando a maturidade chegar.
.
Eu acho que não é questão de assombrar é estatística! Veja que um cara para ser solista, ele tem chance se tornar solista se começar a estudar dos 4 aos 10 anos. Onde o estudo da música é entendido como uma lingua materna no cérebro da criança.
.
Tem chance de tocar bem quem começa a tocar violino dos 10 aos 20 anos. Não vai ser solista, mas vai tocar super bem. É uma questão mais de formação da musculatura e ossos já se adequando ao violino. O estudo é entendido pelo cérebro como língua estrangeira.
.
Já depois dos 20 anos, a chance de tocar bem é muito reduzido. Mas toda regra tem sua exceção. Até porque os músculos e ossos já estão formados e vão resistir a posição do violino. Isso provoca dor, falta de agilidade e dificuldade imensa no aprendizado. O cérebro já tem dificuldade para absorver o aprendizado, tornando ele lento e ineficaz muitas vezes.
.
Mas de nada adianta começa com 4 anos se não tiver disciplina, perseverança, inteligência e fazer uma sorte (Estar no lugar certo, na hora certa com as pessoas certas)!
.
Fora o preconceito, resistência e falta de investimento em um aluno que tem 20 anos...
.
Isso porque os professores não gostam de ensinar quem tem raciocinio e podem questionar eles. Gostam de criança que tudo aceita e molda facilmente. Já adulto é dificultoso em ensinar por ter personalidade formada e maior capacidade de pensar.
.
O problema que você é inocente ainda. O espinhos não são uma questão de esforço somente seu. Se fosse isso era fácil. Só dependeria de você. Porém é a politicagem. Nem sempre quem senta na primeira cadeira (Spalla) é merecedor. O que deveria ser é cadeira do melhor violinista da orquestra. Só que as vezes o cara que está sentado lá não é o melhor e nem chega perto dos melhores. Mas ele é super influente, tem grana e tem interesse obscuro atrás da indicação de certas pessoas. É a politicagem.
.
Mesmo para você se professor ou tocar em orquestra você tem que ser "bem relacionado" estar no meio deles e fazer parte da panelinha deles.
.
É importante se incentivar com histórias de pessoas que conseguiram algo importante. Mas você não é ele. Você tem a sua história para trilhar. Não é porque esses caras conseguiram que você vai fazer igual. Primeiro passo para você tocar bem é justamente não se comparar com os outros. Não existe impossível para que acredita. Mas cada um é cada um.
.
Velho, você não pense que em 1 ano ou 2 anos vai conseguir qualquer coisa. O estudo do violino é longo prazo, um violinista leva em média uns 10 anos para começa a ganhar dinheiro com música. Se você não estiver orientado por uma Elisa Fukuda, Paulo Bosisio, Claudio Cruz, Nelson Rios, Alejandro de Lion, não vai conseguir nada em 2 ou 3 anos de estudos.
.
Minha história é diferente. Eu já tinha estudado, tinha minha profissão de técnico em manutenção de PC. Eu não fui estudar violino fissurado em ser profissional e sim para tocar melhor para Deus. É claro que eu tinha sonho de ser profissional, mas a intenção sempre foi fazer música, fazer arte e tocar muito bem. Eu sabia que para ser profissional é longo prazo e tem que ter condições para tal.
.
Devido a falta de profissionais na lutheria em minha cidade em um determinado período e como eu sabia realizar serviços de lutheria (Fazia somente para mim e meus alunos), Deus abriu as portas para mim. Só permanece quem é realmente bom, pois o grau de exigência dos músicos aqui da região é absurdo. A confiança no meu trabalho é geral. 
.
Eu me sustento na verdade é com o trabalho em lutheria que nada tem haver com a música, trabalhos com informática e vendas de produtos para informática e violinos.
.
As orquestras da região pagam muito pouco. Imagina você ganhar R$ 200 reais? É o salário que pagam aos músicos na região. As aulas que pagam é R$ 9 reais por hora de aula. Então o cara estudar faculdade para ganhar 9 reais a hora? O cara para sobreviver de música tem que ser multifunções, ter vários empregos como escolas, Conservatório, tocar em várias orquestras, fazer casamentos e aulas particulares para conseguir ter um certo conforto. Não tem tempo nem para estudar violino.
.
Na hora de pagar uma faculdade de música é R$ 1000 reais por mês ou mais. E toda prova tem que pagar cachê para piano acompanhadora que cobra R$ 300 reais por prova. Fora passagens interestaduais, lanches e um monte de coisa.
.
Na verdade eu comecei estudar música com 11 anos de idade, estudando trompete. Estudei 3 anos. Depois parei de estudar, não toquei mais. Voltei a estudar música com 27 anos no violino. Eu estou em eterno aprendizado de música. Eu estudo música porque gosto, porque amo o que eu faço, porque quero tocar bem, independente de qualquer coisa, quero fazer música, fazer arte, expressar meus sentimentos. Onde eu vou chegar? Não sei, só sei que vou estudar por toda minha vida. Vivo dia a dia. Com altos e baixos, mas não desisto do violino e cada dia aprendo coisas boas e novas. Hoje eu toco melhor do que ontem. Amanhã melhor do que hoje! Assim eu vivo.
.
Tenho minha profissão e estou feliz com ela. Quando a música, não toco por dinheiro, mas toco por amo tocar.
.
E tenho muito que estudar para um dia ser considerado professor. O meu conhecimento sobre música é muito pobre ainda perto do que um violinista tem que ter.
.
Todos os dias eu estou aprendendo mais e mais. O que eu faço aqui é um trabalho de orientação para meus amigos, pois muitos não tem oportunidade de acesso assim como eu tive e quero fazer muito para cultura do meu país.
.
Um forte abraço.
.
Deus te abençoe.


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 
avatar
£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3316
Pontos : 3803
Reputação : 174
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 36

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  Rodolfo B. Leao em 15/10/2013, 16:55

Muito obrigado £ëø Mø®£ix, por passar essas experiências, suas palavras são muito sábias.

Você deixou os meus olhos mais abertos. Sei que o mundo da música realmente não é fácil para quem deseja viver apenas de música. Irei enfrentar bastantes preconceitos, desafios e irei cair muitas vezes.

Não sou alguém de família com alto poder aquisitivo, tenho meus recursos limitados sim. Vou precisar muitas vezes conciliar a música com outras atividades para poder garantir um sustento digno. Mas apesar de tudo isso, sinto que meu lugar não é na Arquitetura mesmo gostando dela.Penso que se é pra conciliar coisas com a música, tenho que conciliar coisas relacionadas a ela e assim me sentirei realizado.

 Ao longo dessa jornada de no mínimo 10 anos, eu posso até ficar sem dinheiro, ou roupas, passar fome talvez... Mas sei que quem olhar para o meu rosto e ver que eu estou correndo atrás de um sonho, não irá negar um prato de comida para mim continuar seguindo em frente. Sei que estou sendo muito "romântico" mas o que eu quero dizer é que quando a nossa força de vontade é grande, a gente vai longe. E no final todas as dificuldades e tempestades que eu passei vão fazer de mim um músico melhor.

Saber um pouco sobre a sua história é muito gratificante para mim que ainda sou jovem. Você soube trilhar um caminho com que tinha ao seu alcance e hoje és uma pessoa que está feliz com que tens. Espero que eu tenha essa sabedoria também para que eu saiba trilhar meu caminho e ser feliz com os resultados que virão.

No momento irei trancar a minha matricula no curso de Arquitetura e isso me dará 1 ano para pensar a respeito da música e se eu ainda voltarei a cursar arquitetura. Com esse tempo espero traçar o meu caminho com sabedoria e decidir meios para que eu possa chegar ao meu objetivo que é fazer um curso superior de música, tocar profissionalmente e ser professor também.

Agradeço muito por ter dedicado um pouco do seu tempo para conversar sobre isso, sem dúvida foi de muita importância pra mim. Um dia também quero poder ajudar as pessoas com o pouco que sei.

Abraços
avatar
Rodolfo B. Leao

Mensagens : 9
Pontos : 14
Reputação : 2
Data de inscrição : 10/10/2013
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 17/10/2013, 00:33

Rodolfob.leao escreveu:Muito obrigado £ëø Mø®£ix, por passar essas experiências, suas palavras são muito sábias.

Você deixou os meus olhos mais abertos. Sei que o mundo da música realmente não é fácil para quem deseja viver apenas de música. Irei enfrentar bastantes preconceitos, desafios e irei cair muitas vezes.

Não sou alguém de família com alto poder aquisitivo, tenho meus recursos limitados sim. Vou precisar muitas vezes conciliar a música com outras atividades para poder garantir um sustento digno. Mas apesar de tudo isso, sinto que meu lugar não é na Arquitetura mesmo gostando dela.Penso que se é pra conciliar coisas com a música, tenho que conciliar coisas relacionadas a ela e assim me sentirei realizado.

 Ao longo dessa jornada de no mínimo 10 anos, eu posso até ficar sem dinheiro, ou roupas, passar fome talvez... Mas sei que quem olhar para o meu rosto e ver que eu estou correndo atrás de um sonho, não irá negar um prato de comida para mim continuar seguindo em frente. Sei que estou sendo muito "romântico" mas o que eu quero dizer é que quando a nossa força de vontade é grande, a gente vai longe. E no final todas as dificuldades e tempestades que eu passei vão fazer de mim um músico melhor.

Saber um pouco sobre a sua história é muito gratificante para mim que ainda sou jovem. Você soube trilhar um caminho com que tinha ao seu alcance e hoje és uma pessoa que está feliz com que tens. Espero que eu tenha essa sabedoria também para que eu saiba trilhar meu caminho e ser feliz com os resultados que virão.

No momento irei trancar a minha matricula no curso de Arquitetura e isso me dará 1 ano para pensar a respeito da música e se eu ainda voltarei a cursar arquitetura. Com esse tempo espero traçar o meu caminho com sabedoria e decidir meios para que eu possa chegar ao meu objetivo que é fazer um curso superior de música, tocar profissionalmente e ser professor também.

Agradeço muito por ter dedicado um pouco do seu tempo para conversar sobre isso, sem dúvida foi de muita importância pra mim. Um dia também quero poder ajudar as pessoas com o pouco que sei.

Abraços

No que precisar estou a sua disposição.
.
Um forte abraço.
.
Deus te abençoe.


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 
avatar
£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3316
Pontos : 3803
Reputação : 174
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 36

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estou deixando tudo para seguir com o violino...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum