Violino Brasil
Últimos assuntos
Quem está conectado
5 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 5 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 106 em 1/9/2012, 17:16

Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  Aleki3419 em 5/6/2012, 15:08

Sr. Morlix e todos do forum, gostaria de saber se estou fazendo algum de errado ao copiar estes tipos de noticias sobre violino, se estiver errado podem deletar o texto. Mesmo citando a fonte, não tenho certeza de estar dentro da lei.

Fonte: Portal G1

Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Filho de sobreviventes, ele diz que violinos são como lápides para mortos.


Todos os dias, eles tocavam para os companheiros nos campos de concentração nazistas espalhados pela Europa da época da Segunda Guerra Mundial. Muitos dos músicos, geralmente amadores, que compunham as orquestras dos campos foram salvos por sua habilidade - e pelos seus instrumentos, que guardam até hoje a história do massacre de 6 milhões de judeus pelo regime de Adolf Hitler na Alemanha.

Um pouco dessa história está nas mãos de um israelense chamado Amnon Weinstein. Fabricante de violinos, Amnon tem uma loja-ateliê em Tel Aviv onde guarda 36 violinos de músicos judeus que viveram
na Alemanha na época do genocídio nazista, inclusive de sua família.

Em entrevista ao G1 por telefone dos Estados Unidos, onde expôs em abril os violinos pela primeira vez no continente
americano - na Universidade da Carolina do Norte, em Charlotte -, o simpático senhor de 73 anos contou como começou o projeto "Violinos da Esperança" e falou sobre a importância de manter a memória do que aconteceu. "Eles [os violinos] são como lápides para todos os músicos mortos no Holocausto, centenas deles, milhares, minha família."

G1 - Como tudo começou?

Amnon - O começo é muito prosaico, eu sempre digo. Eu tinha um aluno que veio do leste alemão trabalhar como fabricante de arcos em Israel, estamos falando de 15 anos atrás, e no momento em que ele apendeu sobre o Holocausto, ele tentou me convencer a dar uma palestra sobre violinos que vieram para Israel em 1936 [vou explicar depois o porquê, tenho uma coleção deles], na associação de produtores de arcos e violinos da Alemanha. Levou dois anos para eu dizer sim e depois foi como uma bola de neve. Desse tempo em diante, eu tenho trabalhado no projeto 'Violinos da Esperança'.

E por que 1936? É muito especial e importante. Em 1936, Bronisław Huberman, um grande violinista judeu, e o maestro italiano Arturo Toscanini, na época número um do mundo, criaram a orquestra filarmônica de Israel atual. E Huberman trouxe os melhores músicos da Europa para Israel, judeus. Porque ele viveu em Berlim e entendeu o que os alemães tinham planejado fazer com os judeus mais para frente. Então ele convenceu os músicos a vir para Israel formar essa orquestra e salvou cem músicos e as pessoas ao redor - o que dava cerca de 300 pessoas salvas dos nazistas.

A maioria desses músicos que vieram de Alemanha, França, Suíça ou Polônia tocava em instrumentos de fabricação alemã. Para eles, naquela época não havia problema em usar um violino feito na Alemanha e ser um músico judeu. E eles sabiam que em Israel não havia nada, nenhum fazedor de violino, não se podia nem comprar cordas. Então cada um trouxe consigo ao menos três violinos, violas e violoncelos, pois em caso de quebrar eles tinham que mandar para a Europa de barco para arrumar e demorava muito tempo.

Agora pulemos para 1945, após a guerra. Em Israel, todos sabem sobre as atrocidades que os alemães fizeram na Europa. E pode-se dizer que em Israel, nessa época, a maioria das pessoas tinha família entre os 6 milhões de pessoas [mortas no Holocausto]. Então houve um boicote completo de qualquer produto de origem germânica, de vacas até qualquer produto de casa, incluindo, claro, violinos. Os músicos chegavam e diziam 'não vamos mais tocar nesse instrumento'. Alguns quebraram os violinos e outros chegaram pro meu pai e disseram 'se você não comprar o violino, eu vou queimá-lo'. Então meu pai...

G1 - Seu pai também fazia violinos?

Amnon - Sim, claro! Então sem mencionar nada - ou sentindo algo - meu pai adquiriu uma enorme coleção de instrumentos de origem alemã. Portanto aquele fabricante de arcos de que lhe falei me convenceu a fazer uma palestra sobre isso em Dresden (Alemanha). Depois, num programa de rádio em Israel, eu perguntei ao público quem tinha violinos relacionados ao Holocausto e hoje tenho uma coleção de 36 violinos assim divididos em quatro categorias: a primeira é de violinos que estiveram no Holocausto e de que sabemos o nome da pessoa que tocava, e às vezes até temos fotos dos donos; a segunda categoria é de instrumentos que estiveram no Holocausto, mas de que não sabemos nada de seus donos. Porque, para essas pessoas, os violinos sobreviveram à vida, à guerra, os alemães precisavam de todos esses músicos para tocar e enganar os judeus para ir para a câmara de gás.

Após a guerra, nenhum deles tocou violino nunca mais na vida, só algumas mulheres que não viram tantas das atrocidades e mortes que os homens viram durante a guerra. Muitos deles escaparam da Europa e foram para os EUA, muitos não quiseram vir para Israel, que estava em guerra, e acredito que 99% guardaram os violinos e nunca mais falaram sobre o assunto. É um fato que muitos sobreviventes não falavam uma palavra sobre o Holocausto. Era como um tabu para eles, um assunto proibido.

A terceira categoria da coleção são violinos de membros da orquestra, tenho muitos no ateliê, e só um deles está pronto para ser tocado. A quarta categoria é de violinos usados por músicos populares, que tocam em casamentos e bar mitzvahs [cerimônia judaica que insere o jovem na comunidade adulta], e muitos deles tocavam em violinos com a Estrela de Davi.
Os alemães confiscaram milhares de instrumentos pertencentes a judeus e é impossível rastrear quem são os donos por causa da falta de documentação.

Todo esse trabalho feito com os violinos é porque estamos deixando de volta em condições de serem tocados quase todos os instrumentos. Eles são como lápides para todos os músicos mortos no Holocausto, centena deles, milhares, minha família. Minha irmã uma vez fez a conta, e quase 400 pessoas da nossa família morreram no Holocausto.

G1 - Só da sua família?

Amnon - Sim! As famílias judias daquela época eram muito grandes. Só o meu pai tinha 11 irmãos, imagina quanta gente. Ele e um outro irmão sobreviveram, mais ninguém.

G1 - Quando seu pai chegou a Israel?

Amnon - Em 1938. Meu pai decidiu emigrar para Israel, ele era um músico profissional e também um fabricante de violinos.

G1 - O senhor aprendeu a profissão com ele?

Amnon - Sim, primeiro com ele, depois fui para a Itália e a França, esse é meu currículo como fabricante de violinos. Ganhei prêmios em competições, e depois todo meu tempo é dedicado para o 'Violinos da Esperança'.

G1 - Como o primeiro violino chegou ao senhor?

Amnon - Como lhe falei, foi por meio de um programa de rádio, em Israel.
Aí chegou um, dois, fizemos concertos em Istambul e depois fizemos um grande concerto em Paris, e na época tínhamos só quatro violinos. Hoje estamos falando de 36 violinos - 18 aqui em Charlotte [na exposição]. Você consegue imaginar isso? Todos em condições de tocar, todos para concertos. Há alguns instrumentos que nunca serão restaurados e ficarão como evidência para as próximas gerações.

Por exemplo, eu recebi de um americano, fabricante de arcos, Joshua Henry, ele me escreveu um e-mail dizendo que comprou um violino de um comerciante judeu e quando abriu o violino ele achou o escrito 'Heil Hitler' [saudação nazista], 1936 e uma suástica. Com uma caneta, escrito de um jeito muito agressivo e feio. Nossa opinião é que, não temos provas
porque o dono provavelmente morreu, mas no ano 1936 havia muitos judeus morando na Alemanha e o dono, que era um tocador amador, porque não era um violino grande, era um violino normal, alguma coisa aconteceu e ele foi num ateliê para arumar e essa pessoa sem permissão, sem falar para ninguém, abriu e escreveu 'Heil Hitler' dentro e não havia como fazer isso sem abrir o violino - e isso eu posso confirmar. E então ele devolveu o violino para o homem judeu, que tocou com o violino de 'Heil Hitler' por toda a sua vida. Os alemães não cometeram apenas atrocidades contra pessoas, mas também contra instrumentos.

G1 - Como foi receber o primeiro violino vindo com uma história do Holocausto?

Amnon - Em primeiro lugar, [...] um violino é um violino. Mas um violino com um enorme passado histórico é completamente diferente. E cada violino tem uma história diferente. O primeiro que me chegou foi muito muito especial pois veio do ateliê do homem que foi o professor do meu pai. Então era um violino judaico, com duas estrelas de Davi, uma inscrição em iídiche e veio do professor de meu pai. O que pode ser melhor que isso? Nada.

G1 - Sobre as estrelas de Davi nos violinos: todos tinham a inscrição? Era uma tradição?

Amnon - Não, não, não, não cometa esse erro. Os tocadores judeus tocavam em qualquer instrumento. Nessa época, estamos falando de 1900, metade de 1800, era muito comum nas casas judaicas ter violinos, para tocar nas nossas
festividades. Eles eram mais comuns no leste europeu - no oeste não se encontra esses violinos - e em geral eram muito baratos. A decoração era feita pelos judeus e cristãos faziam cruzes também. Neste caso, todos esses instrumentos,
na nossa tradição, eram pregados na parede, pois para os judeus ortodoxos era proibido pregar qualquer pintura ou ter escultura nas casas, então eles tinham violinos.

G1 - Quanto tempo o senhor leva para restaurar um violino assim? Como é o processo?

Amnon - Esses violinos da exposição [nos EUA] levaram um ano e meio. Cada um leva entre três e seis meses. Depende das condições que eles estão. Os violinos que vieram do Holocausto estão em péssimas condições.

G1 - O senhor acredita que todo violino fica com a marca de seu dono? Como isso acontece?

Amnon - Sim, sim. Todo violino é tocado pelo tipo de som que o músico gosta e colocado dentro do violino. E quando você é um violinista profissional você pode ouvir isso, quando você toca nele hoje. E é muito sabido, por exemplo se pegarmos um instrumento pertencente a um grande nome e se tocar corretamente você pode ouvir o jeito que a pessoa tocava nele. É algo muito especial, mas é preciso ser um violinista educado para isso. Mas é possível sentir.

G1 - O senhor também faz registros escritos, documenta as histórias desses violinos?

Amnon - Eu tomo minhas notas e registro qualquer informação que conseguir, a restauração que fiz. E agora, um professor da orquestra daqui vai escrever um livro sobre os violinos, até os que não estão na exposição. [...] Na minha coleção eu tenho 20 outros violinos que não estão contabilizados, pois não estão em condições de serem tocados e vieram da filarmônica de Israel.

G1 - Quantos violinos têm informações sobre os donos?

Amnon - Tem um que temos todas as informações sobre o dono e uma foto dele tocando. Aí outro é o que era do meu pai - não estava no Holocausto, mas salvou sua vida, podemos dizer - há outro violino, vindo da Romênia, cujo dono veio
para Israel, e ele tocava para os vizinhos em festividades e toda comida que ele conseguia ele levava para os guetos, então no fim do dia cerca de 18 pessoas sobreviveram com essa comida extra.

Fonte: Portal G1

Aleki3419

Mensagens : 311
Pontos : 367
Reputação : 2
Data de inscrição : 24/11/2011

https://www.youtube.com/channel/UC0qhMY7RTiEfwWARX6V71vA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  Cristiane Vaz em 5/6/2012, 23:08

Nossa, muito interessante e impressionante! Fiquei arrepiada...

Dei uma olhada na notícia original no G1, muito lindos os violinos!

Obrigada por compartilhar!

Cristiane Vaz

Mensagens : 12
Pontos : 14
Reputação : 0
Data de inscrição : 11/02/2012
Idade : 31

http://caminhoparaamusica.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 6/6/2012, 01:43

aleki3419 escreveu:Sr. Morlix e todos do forum, gostaria de saber se estou
fazendo algum de errado ao copiar estes tipos de noticias sobre violino, se
estiver errado podem deletar o texto. Mesmo citando a fonte, não tenho certeza de
estar dentro da lei.


Fonte: Portal G1

Pode postar amigo. Traga as material interessante.Estou a sua disposição.
.
Deus te abençoe.


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 

£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3277
Pontos : 3764
Reputação : 170
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 35

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Noticias violinisticas

Mensagem  Aleki3419 em 6/6/2012, 08:10

Cristiane Vaz escreveu:Nossa, muito interessante e impressionante! Fiquei arrepiada...

Dei uma olhada na notícia original no G1, muito lindos os violinos!

Obrigada por compartilhar!




É isso ai, compartilhar coisas boas com todos,
principalmente falando de violino

Aleki3419

Mensagens : 311
Pontos : 367
Reputação : 2
Data de inscrição : 24/11/2011

https://www.youtube.com/channel/UC0qhMY7RTiEfwWARX6V71vA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Noticias Violinisticas

Mensagem  Aleki3419 em 6/6/2012, 08:11

£ëø Mø®£ix escreveu:
aleki3419 escreveu:Sr. Morlix e todos do forum, gostaria de saber se estou
fazendo algum de errado ao copiar estes tipos de noticias sobre violino, se
estiver errado podem deletar o texto. Mesmo citando a fonte, não tenho certeza de
estar dentro da lei.


Fonte: Portal G1

Pode postar amigo. Traga as material interessante.Estou a sua disposição.
.
Deus te abençoe.



Certo, sempre vou citar pelo menos a fonte, assim fica mais
correto...

Aleki3419

Mensagens : 311
Pontos : 367
Reputação : 2
Data de inscrição : 24/11/2011

https://www.youtube.com/channel/UC0qhMY7RTiEfwWARX6V71vA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 7/7/2012, 17:32

Já temos agora nosso pesquisador oficial do Fórum. Parabéns pelo trabalho irmão. Sempre trazendo assuntos interessantes para nós.
.
O irmão tem liberdade total.
.
Deus te abençoe.


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 

£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3277
Pontos : 3764
Reputação : 170
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 35

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  Aleki3419 em 7/7/2012, 19:28

£ëø Mø®£ix escreveu:Já temos agora nosso pesquisador oficial do Fórum. Parabéns pelo trabalho irmão. Sempre trazendo assuntos interessantes para nós.
.
O irmão tem liberdade total.
.
Deus te abençoe.



Me sinto inútil no fórum, to mais aprendendo, rsrsrsr , “mais
tamos ai”

Aleki3419

Mensagens : 311
Pontos : 367
Reputação : 2
Data de inscrição : 24/11/2011

https://www.youtube.com/channel/UC0qhMY7RTiEfwWARX6V71vA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  £ëø Mø®£ix em 7/7/2012, 19:50

Deixa a modestia de lado irmão.
.
Sempre tem contribuido com videos, pesquisas e muito mais para todos.
.
Estamos sempre aprendendo com o irmão.


"Não por força nem por  poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor   dos Exércitos" (Zc 4:6). 

£ëø Mø®£ix
Admin

Mensagens : 3277
Pontos : 3764
Reputação : 170
Data de inscrição : 17/02/2010
Idade : 35

http://violinobrasil.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias Violinisticas - Após anúncio em rádio, israelense conseguiu reunir 36 instrumentos.

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 03:29


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum